Destaques

[Resenha] O Príncipe dos Canalhas - Loretta Chase

Sabe quando você le um livro incrível ?! Pois é - é o caso. Este livro é ganhador do Prêmio RITS de Melhor romance histórico.  Depois de Orgulho e Preconceito, este é o primeiro romance de época que me presenteio a ler, digo isso porque sem duvidas, virou meu gênero preferido.  Sempre me fascinei pelos costumes antigos, e até já imaginei como seria ter vivido nesta época - posso dizer que em muitos pontos me agradaria muito.
Resenha O Príncipe dos Canalhas -  Loretta Chase

Resenha do livro - O Príncipe dos Canalhas
Titulo: O Príncipe dos Canalhas - Lord of Scoundrels - #Canalhas1 - Autora: Loretta Chase - Editora:Arqueiro
ISBN: 978-85-8041-399-1 - Ano: 2015 - Páginas: 288
Gênero: Romance de época - Classificação:
Sinopse: Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...
Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.
Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.
Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.
Me acompanhe no Skoob: Djéssica Prado

Resenha O Príncipe dos Canalhas 

Livro O Príncipe dos Canalhas -  Loretta Chase

Uma historia de romance, superação, segundas chances e muita diversão, com um pé de a Bela e a Fera, que se passa em uma Paris de 1828. O livro nos apresenta dois personagens com bastante personalidade. Sebastian Ballister, o marques Dain tem a má fama de ser um patife e canalha, devido sua vida bem depravada - da qual não se envergonha  em nada -  além de compor de uma aparência causadora de certa repulsa e ser chamado por muitos de Diabo ou Lorde Belzebu, ele foi alvo de rejeição e chacota de todos apenas por que sua aparência não condizia com os padrões que a sociedade daquela época exigia. Sofreu com a relação perturbada dos pais, o que o moldou de varias formas, o tornando sombrio, calculista e severo ao se relacionar com outras pessoas, totalmente sem compaixão e descrente do amor.  Sua mãe partiu com outro, quando ele tinha apenas 8 anos, deixando - o com um pai que sentia repulsa de sua aparência e o deixava totalmente de lado, sem nenhuma demonstração de amor, enviando logo após para um colégio interno.  
(..) Seu herdeiro era uma coisa verde e enrugada com grandes olhos negros, braços e pernas desproporcionais e um nariz grosseiro e exagerado.  Pág. 6
Formou-se em uma faculdade renomada e após a a morte do pai, assumiu suas responsabilidades, seu titulo de Marques, todos os bens e propriedades junto com muitas dividas. Mas Dain, em seu período fora adquiriu grande conhecimento em finanças e apostas, de forma que, rapidamente conseguiu colocar ordem na situação financeira, tornando o investimento lucrativo, mas não ficou nas propriedades indo para Paris, onde sua fama libertina o seguia por toda parte, além do fato de liderar um grupo de desocupados, companheiros de fornicação.
Resenha O Príncipe dos Canalhas -  Loretta Chase
Jessica Trent, uma moça bonita,de 27 anos, solteirona e apesar da idade avançada sem presa em se casar por dinheiro, com alguém que não ama, a frente da sociedade em que vive,  não liga para o que a sociedade pensa. Possui talentos incríveis - considerando os modos conservadores da época e o fato de ser mulher - a é inteligente, astuta, corajosa, forte, com talentos para cavalgar, atirar e na esgrima, e também desejar abrir uma loja. Ela volta a Paris, com sua avó Genevive, a Lady Pembury, com o intuito de tirar seu irmão, Sir Bertram Trent, dos domínios do Lorde, considerando que seu irmão diferentemente dela, não possuí grande inteligência, nem sensatez,  e para acompanhar os disparates do amigo, estava gastando mais do que podia, entrando quase em falência.  
(..) Jessica, nenhuma mulher com capacidade suficiente de analisar os homens de maneira objetiva quer um marido. E você sempre foi extremamente objetiva. Pág. 38
Quando se conhecem, o Marques logo se encanta com a beleza de Jessica, percebendo também que está é uma moça totalmente diferente, visto que a mesma através de suas frases mostrava ser intelectual, além de possuir uma língua afiada. 
Era impensável que aquela desprezível réplica feminina o tivesse afetado. Não havia a menor possibilidade de ele se sentir desconcertado por essa mulher de língua afiada (..) Pág. 24
(...) Ao lado dela, ele se sentiu um paspalho. Um paspalho enorme, feio e estúpido. Ela sabia perfeitamente que tipo de relógio era aquela coisa amaldiçoada. A pergunta era: que tipo de coisa amaldiçoada era aquela mulher ? A garota olhou diretamente no seu rosto de canalha e nem pestanejou. Ele havia se colocado bem próximo dela, e ela não fizera menção de se esquivar. Pág. 30
E ela também diferente das outras moças e damas da sociedade, não demonstrou repulsa a sua aparência, pois também se sentiu fortemente atraída por ele. Ela demonstra gostar verdadeiramente dele, o que o assusta, considerando que todos sentem repulsa. Mas ela enxerga além das aparências, diferente das outras pessoas. Ela o enxerga como um homem bonito, forte e que a atrai muito, mas isso não o convence facilmente, considerando que ela é linda e de boa reputação, e ele acostumado apenas a companhia de prostitutas, se recusa a acreditar na afeição verdadeira dela. 
Em uma briga épica, confronto de feras, misturado com uma forte atração, eles viram o centro das fofocas da sociedade Parisiense. Um jogo perigoso de quem consegue difamar melhor a reputação do outro, trancos e barrancos, eles acabam disputando algo que nem percebiam: o coração um do outro. Abaixo segue um "divertido" e ácido, dos muitos confrontos entre os dois.    
(..) -Olhe, segure a sua língua e me escute - avisou ele. - Não sou um dos seus brinquedinhos para ser zombado e humilhado por uma garotinha de meia-tigela que se acha esperta. Não dou a mínima para o que as pessoas veem, pensam ou dizem. Não sou um cavalheiro, Srta. Trent, e não sou gentil. Para o diabo com sua impertinência. 
- E eu não sou uma das suas vacas estúpidas!- retrucou ela. - Não sou paga para fazer o que você gosta, e nenhuma lei na Terra me obrigará a agir de tal maneira. Eu digo o que quero e, nesse momento, fico muito contente em deixa-lo furioso. Porque é exatamente assim que me sinto. você arruinou a minha noite. Nada seria melhor do que arruinar a sua, seu brutamontes egoísta, esnobe e estúpido.   Pág. 66
É diferente ver uma historia de romance de época em que a "mocinha" é forte, independente e que luta pelo que quer, enquanto o "mocinho", não é tão mocinho assim, possuindo uma má fama e uma aparecia fora dos padrões. Talvez isso seja o motivo do encanto da historia, aquele amor que enxerga além do que os olhos conseguem ver é sempre mais bonito. A cada pagina você se encanta mais pelos personagens, e até mesmo pelo Belzebu.
“...Um momento doce e angustiado... quando ela beijou seu nariz grande e asqueroso... e partiu seu coração e o remendou, fazendo-o acreditar que não era um monstro. Ela fizera crer que era bonito.”.
Resenha O Príncipe dos Canalhas -  Loretta Chase

É uma historia atemporal, que entrou pra lista dos preferidos. Um romance divertido e emocionante, cheio de intrigas, equívocos, muita ironia e certo erotismo, o livro te prende a cada pagina - não tive sossego enquanto não terminei - fazendo você torcer para um final feliz para este casal. Após a leitura posso felizmente assumir que virei fã de romance de época, de um forma que estou buscando todos os bem conceituados do gênero para me agraciar com a leitura. Ah Jessica - posso ter sido encantada por sermos quase xarás - mas sua personalidade em muito se parece com a minha. Tão independente e dona de pensamentos tão a frente das outras pessoas, nada de donzela em perigo. Ela luta com todas as armas que existem, e sempre acaba conseguindo o quer, desde a calar um grande e severo Lorde. Se agora me perguntarei um exemplo de personagem feminino forte, sempre me lembrarei dela. 
O que dizer da capa ?! - Um amor. - Sou totalmente fascinada pelas vestimenta da época, de forma que capas assim já me cativam com facilidade. O livro tem folhas amareladas, com letras em um bom tamanho, e a escrita da Loretta é ótima, de forma que você se coloca facilmente na pele do personagem. 
(..) O flagelo e a perdição dos Ballisters, o Príncipe dos Canalhas em pessoa. O maior cortejador de prostitutas de toda a Cristandade. Um ingrato arrogante e imbecil. Pág. 275
 Leia outras resenhas literárias já publicadas aqui no blog

Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

11 recado(s):

  1. Djessica gosto muito de histórias de época, o livro é um romance de época, tem uma boa leitura, é leve, simples, gostei da história pois tem alguns conflitos dos personagens, é divertido, gostei muito da sua resenha, Djessica bjs.

    ResponderExcluir
  2. Adoro romance de épocas, já me interessei para ler....fiquei curiosa para saber o final rs.
    Adorei a resenha, está bem completa, bjs!

    ResponderExcluir
  3. Um romance estilo bela & a fera??? Como não se apaixonar??? ainda mais de época???? Uma leitura que faz a imaginação fluir

    ResponderExcluir
  4. Nossa aparece ser ótimo
    deu vontade de ler,adorei
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Parece muito bom, mas, não sou fã de histórias de época não.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu quero muito ler este livro e com esta resenha mais ainda .ADORO ROMANCES

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro ,gostei da historia
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Fiquei com vontade de ler, nunca li nada da Loretta.
    besitos

    www.blogmeamarro.com

    ResponderExcluir
  9. Adorei! A resenha ficou otima, a capa é linda e vc arrasou nas fotos! Parabens

    ResponderExcluir
  10. Fiquei curiosa para saber o final... hehe Adoro livros desse gênero...

    ResponderExcluir
  11. Seu layout é lindo. Não canso de mencionar. Amo romance e quero o meu!
    www.kellyzarate.com

    ResponderExcluir